Atendimento ao Cliente | Como eu aprendi a não esquecer

0 Postado por - 10 de dezembro de 2015 - Atendimento ao Cliente

Você certamente ouviu sua mãe dizer, durante anos a fio, que você devia escovar seus dentes todos os dias. E qual era a ideia? Introjetar a informação de forma que ela nunca mais fosse esquecida.

Pois bem, nas áreas de atendimento ao cliente das empresas deveria acontecer algo semelhante, e por que? Porque por mais que as empresas invistam em treinamento, o atendimento no Brasil ainda carece de muita atenção!

Alguns fatores negativos podem estar associados. Um deles pode ser a falta de exemplos do topo da cadeia de atendimento. E da mesma forma que a mãe fala e também dá o exemplo para seu filho, o mesmo deveria ocorrer nas empresas com os bons exemplos vindo de cima para baixo, envolvendo toda a organização.

A sua empresa pratica o bom atendimento para dentro? Afinal a tarefa é de todos e começa “em casa”! Vamos dizer que o diretor de atendimento de uma grande empresa convoque uma reunião de urgência com seus gestores, mas só apareça 40 minutos depois e não dê nenhuma satisfação por esse atraso. Qual sentimento fica naqueles que chegaram no horário marcado?

Pensando numa cadeia de atendimento e no fluxo que sempre ocorre de cima para baixo, quase 100% certo que esse sentimento negativo vai ser transferido dos gestores para seus subordinados e destes para os clientes, até resultar num episódio de insatisfação em algum momento da interação.

E isso acontece porque no atendimento o fator emocional conta muito! Por isso a importância da atenção, do respeito, do comprometimento de todos para com todos. O atendimento deve ser o máximo possível humano com altas doses de interesse genuíno, de sinceridade e de paixão!

Via de regra, o atendimento ao cliente deve estar 90% calcado no SER e não apenas amparado no FAZER. SER gentil, SER educado, SER atencioso, SER observador, SER assertivo são algumas das qualidades necessárias aos responsáveis por esse atendimento para FAZER a diferença já no primeiro contato, e a partir daí, colocar em andamento as informações, recursos e treinamentos que recebem nas empresas.

Todos, das grandes corporações aos pequenos negócios, devem ter envolvimento com e no atendimento ao cliente. Os bons exemplos devem partir do topo. Lembre-se, não importa o cargo que ocupa hoje, seja como uma mãe, lembre a si mesmo e aos demais, de sempre prestar um atendimento de excelência, todos os dias!

Pense nisso!

 Isabel Dauer


Comments

comments

Sem comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: